Posts

Análise Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2020 | 2020 Abu Dhabi Grand Prix Analysis

Ocorrido no dia 13 de dezembro, o Grande Prêmio de Abu Dhabi foi a última corrida da temporada de 2020. O circuito de Yas Marina traz uma paisagem linda ao espetáculo da Fórmula 1, no entanto seu traçado não é propício a ultrapassagens. Logo, as corridas em Abu Dhabi costumam terminar de maneira semelhante à que começam.

Max Verstappen (Red Bull) largou da pole position ao lado de Valtteri Bottas (Mercedes). Esta é apenas a segunda vez que um carro de uma equipe diferente da Mercedes começa a corrida do primeiro lugar, a primeira foi com Lance Stroll (Racing Point) no Grande Prêmio da Turquia. Lewis Hamilton (Mercedes) voltou ao grid após se recuperar da Covid-19. Durante as primeiras voltas não houve muitas surpresas, mas Sergio Pérez (Racing Point) indicava que mudaria o rumo da corrida. Largando em 19º devido a uma troca no motor, o mexicano foi passando os adversários um a um. Infelizmente, foi obrigado a abandonar devido a um problema no mesmo motor. Com isso, o safety car foi acionado.

Muitos pilotos aproveitaram para trocar os pneus. Um deles foi Carlos Sainz Jr. (McLaren), que andou excessivamente lento nos boxes e foi investigado pelos comissários. No entanto, estes decidiram analisar o caso após a corrida. Os pilotos da Ferrari, Charles Leclerc e Sebastian Vettel, foram alguns dos que não fizeram trocas de pneus, consequentemente acabaram atrapalhando o desempenho de alguns pilotos, como Stroll, Pierre Gasly (AlphaTauri) e seu companheiro Daniil Kvyat. Outro que não fez pit stop durante o safety car foi Daniel Ricciardo (Renault). Lando Norris (McLaren) foi orientado pela equipe a passá-lo, mas isso só foi possível quando Ricciardo trocou os pneus.

Max Verstappen foi o vencedor, com Valtteri Bottas em segundo e Lewis Hamilton emm terceiro. A análise de hoje foi curta porque não houve praticamente nenhum momento emocionante. Foi uma pena que Sergio Pérez tenha abandonado, pois sua última corrida foi excelente: foi de vítima de um acidente a vencedor. No mais, o Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2020 só provou o que foi dito no começo da análise: pista bonita, corrida chata. Nos vemos em breve na análise da temporada. Este ano teremos surpresas.

É a segunda vez que eu (Rebeca) fico igual ao Hiashi depois de uma corrida.

Nota: Como Adriana não está se sentindo bem, hoje apenas Rebeca dará opinião e notas. Desejamos melhoras à Adriana

Opinião da Rebeca:

O Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2020 foi uma corrida tediosa. A FOM acabou mostrando praticamente apenas o meio do grid porque a ponta estava tranquila. Uma vez disse a um amigo (que por sinal é editor-chefe de um grande site de Fórmula 1 aqui do Brasil e esteve na minha banca de TCC: abraços para o Gabriel) que toda corrida vencida por Max Verstappen é emocionante (lembrem-se por exemplo do Grande Prêmio da Espanha de 2016 e do Grande Prêmio da Alemanha de 2019). Mas esta foi a exceção.

Sem falar no quão é ruim quando temos um comentarista que só fala besteira: é o caso de Luciano Burti, que agiu como cheerleader da McLaren, alegando uma conduta imprópria da Racing Point (como se a McLaren fosse exemplo de ética esportiva, vide o escândalo de espionagem em 2007). Espero que para o ano que vem a equipe brasileira responsável pela narração e comentários da Fórmula 1 seja outra, pois esta definitivamente já deu o que tinha que dar.

Notas

Corrida: 3

Pilotos

  1. Max Verstappen: 10
  2. Valtteri Bottas: 9
  3. Lewis Hamilton: 9
  4. Alexander Albon: 9
  5. Lando Norris: 8
  6. Carlos Sainz Jr.: 8
  7. Daniel Ricciardo: 8
  8. Pierre Gasly: 7,5
  9. Lance Stroll: 7
  10. Daniil Kvyat: 6
  11. Kimi Raikkonen: 6
  12. Charles Leclerc: 3
  13. Sebastian Vettel: 3
  14. George Russell: 5
  15. Antonio Giovinazzi: 5
  16. Nicholas Latifi: 6
  17. Kevin Magnussen: 5
  18. Pietro Fittipaldi: 5

 

Abandonou

  1. Sergio Pérez: 10 de consolação

 

Piloto do Dia (escolhido pelo público): Max Verstappen

Melhor piloto: Max Verstappen

Piores pilotos: Charles Leclerc e Sebastian Vettel