Análise GP do México de 2018 | 2018 Mexico GP Analysis

O Grande Prêmio do México de 2018, que aconteceu no dia 28 de outubro, teve um cenário parecido com o da edição do ano anterior: Max Verstappen (Red Bull) mostrou categoria ao ultrapassar o companheiro Daniel Ricciardo, que lhe “afanou” a pole position; Lewis Hamilton (Mercedes) buscava fazer uma prova com prudência para assegurar o 5º título mundial.

Hamilton chegou a ficar à frente de Verstappen, mas o holandês retomou a liderança poucos instantes depois. Ainda no começo da prova, enquanto Sebastian Vettel (Ferrari) tentava superar Ricciardo, um acidente envolvendo um carro da Renault quebrou a asa dianteira de Esteban Ocon (Force India). A peça chegou a atingir Fernando Alonso (McLaren), que foi o primeiro a abandonar a prova (para a imprensa, Alonso disse “Buáaááá, a culpa foi do Stroll, buááááá”).

Carlos Sainz Jr. (Renault) teve que abandonar mais tarde, acionando o safety car virtual. Verstappen tinha voltas cada vez mais rápidas, enquanto Hamilton se mantinha em 2º lugar. Mais adiante, Vettel o ultrapassou. Problemas nos pneus e um erro de freada possibilitou que Ricciardo ultrapassasse o inglês. Valtteri Bottas (Mercedes) cometeu o mesmo erro depois, no mesmo lugar e Kimi Raikkonen (Ferrari) o ultrapassou. Sergio Perez (Force India) teve problemas na caixa de câmbio e deixou a corrida depois de muitas batalhas com Marcus Ericsson (Sauber).

Depois dos pit stops, Ricciardo ficou à frente de Vettel e conseguiu segurar o alemão por um bom tempo. Entretanto, o motor Renault o traiu mais uma vez, forçando-o a abandonar. Enquanto isso, acidentes envolvendo Ocon e Brendon Hartley (Toro Rosso) e depois Ocon e Pierre Gasly (Toro Rosso) não tiveram punições.

Max Verstappen foi o grande vencedor da prova, marcando sua 5ª vitória e quebrando o recorde de “mais vitórias sem pole positions”. Sebastian Vettel foi o segundo colocado e Kimi Raikkonen ficou em terceiro. Chegando em 4º lugar, Lewis Hamilton consagrou-se campeão, com 358 pontos. Com uma festa bonita e muita animação, o GP do México foi uma prova memorável para muitos, principalmente para Max e Lewis.

Notas

Corrida: 10

Pilotos

  1. Max Verstappen: 10
  2. Sebastian Vettel: 9
  3. Kimi Raikkonen: 8,5
  4. Lewis Hamilton: 9
  5. Valtteri Bottas: 8
  6. Nico Hülkenberg: 7
  7. Charles Leclerc: 7
  8. Stoffel Vandoorne: 7
  9. Marcus Ericsson: 8
  10. Pierre Gasly: 7
  11. Esteban Ocon: 7
  12. Lance Stroll: 7
  13. Sergey Sirotkin: 6
  14. Brendon Hartley: 4
  15. Kevin Magnussen: 4
  16. Romain Grosjean: 4

 

Abandonaram

  1. Daniel Ricciardo
  2. Sergio Perez
  3. Carlos Sainz Jr.
  4. Fernando Alonso

 

Driver of the Day (escolhido pelo público): Max Verstappen

Melhor piloto: Max Verstappen

Pior piloto: Fernando Alonso (antes de culpar Stroll pelo que VOCÊ faz e ser GROSSEIRO com jornalistas, assuma seus erros)

2 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *